• (0)
    ISO-14001-blog

    Base de conhecimento ISO 14001

    Infográfico: Versão ISO 14001:2015 vs. 2004 – O que mudou?

    A nova versão 2015 da ISO 14001, a norma internacional líder para a concepção e implementação de um Sistema de Gestão Ambiental, está finalmente diante de nós. Agora podemos acabar com os rumores e ver o que realmente mudou em comparaçào com a versão anterior da norma que esteve em vigor pelos últimos 11 anos. (Você pode obter a norma diretsmente do website da ISO aqui.)

    ISO 14001:2015 vs. 2004 revision changes

    Para ter uma melhor visão geral das diferenças entre as duas versões, veja esta ISO 14001:2015 vs. ISO 14001:2004 matrix.

    História das normas de Sistema de Gestão Ambiental

    Mas primeiro, vamos dar uma olhada na história por trás da ISO 14001. Em 1973, os princípios da Comunidade Européia, versão I, foram publicados, o que na verdade era um plano de ação para a aplicação de cuidados de proteção do ambiente. Em 1992, o BSI Group publicou a primeira norma de Sistemas de Gestão Ambiental do mundo, a BS 7750. O comitê técnico de gestão ambiental ISO /TC 207 foi estabelecido em 1993 para desenvolver a família de normas ISO 14000. Em 1994, a norma TS 9719 (Sistema de gestão ambiental – características gerais) e a BS 7750 forneceram um modelo para o desenvolvimentoda série ISO 14000 em 1996, pela ISSO (International Organization for Standardization). Em abril de April 2005, a ISO 14001 foi submetida a sua primeira revisão e 11 anos depois, a segunda versão foi publicada.

    Alinhamento

    A nova versão da ISO 14001 esta alinhada com o Anexo SL, o que a torna mais compatível com outras normas de sistemas de gestão como a ISO 9001, ISO 22301, ISO 27001, e ISO 20000, e torna a integração ainda mais fácil. Veja também How to integrate ISO 14001 and ISO 9001.

    Período de transição

    Organizações certificadas pela versão 2004 da ISO 14001 devem fazer a transição para a nova versão até setembro de 2018. Mas não seja enganado por este prazo dilatado; os principais organismos de certificação anunciaram que irão parar a certificação pela versão 2004 em setembro de 2016, o que significa que você pode ser certificado pela versão antiga em 2016 e ter sua última auditoria de manutenção na antiga versão em 2018. Por que esperar tanto? Organizações podem agora tornar-se certificadas pela nova versão a partir de setembro de 2015.

    Comparação

    A nova versão possui 10 cláusulas, ao invés de quatro na versão antiga; ao invés de 12 documentos obrigatórios, existema agora 16. Isto pode parecer, em princípio, um aumento na papelada, mas encaremos a verdade – ninguém consegue estabeelcer seu SGA com apenas 12 documentos, assim todas as organizações farão tantos documentos quanto necessário; é importante apenas não se sobrecarregar com documentação. Veja também: FDIS ISO 14001:2015 vs. ISO 14001:2004 matrix.

    Requisitos

    Existem novos requisitos, mas os mais significativos são o Contexto da organização (Cláusula 4) e Ações para tratar riscos e oportunidades (Cláusula 6.1). A idéia por trás destes novos requisitos é tornar o SGA uma parte das atividades diárias do negócio, e vice-versa. Claro que, alguns requisites antigos são história agora; metas ambientais, representante da direção, e ações preventivas não fazem mais parte da ISO 14001. Apenas o tempo dirá quais destes sobreviverão agora que não são mais um requisito. Veja também: Determinando o contexto da organização na ISO 14001 and Gestão de Riscos na ISO 14001:2015 – O que, por que ecomo?

    Similaridades e diferenças

    Como em qualquer outra revisão, existem algumas partes com apenas mudanças mínimas e algumas com mudanças significativas. Política Ambiental, Liderança, Competência, Treinamento e conscientização, Análise crítica pela direção, Auditoria interna, e Ação corretiva possuem apenas mudanças sutis, e muito do sistema existente relacionado a estes requisitos pode permanecer como estava. O segundo grupo que possui mudanças moderadas incluí a identificação e avaliação de aspectos ambientais, Objetivos ambientais e planos para atingí-los, Prontidão e resposta a emergência, Avaliação do desempenho, Gestão de documentos, Comunicação, e escopo do SGA, e estes elementos deveriam ser revisados e atualizados para estar em conformidade com a nova versão.

    Por ultimo, mas não menos importante, está um grupo de novos requisitos que tem que ser estabelecidos e incorporados ao SGA existente a partir do zero. Riscos e oportunidades, Contexto da organização, e partes interessadas são novos requisitos que precisam ser atendidos, e eles deveriam ser implementados com cuidado porque eles jogam uma luz completamente nova no sistema de Gestão Ambiental.

    O que a versão 2015 traz para o SGA?

    Nós esperamos por esta versão por muito tempo, e agora é tempo para ver o que as mudanças realmente significam para o Sistema de Gestão Ambiental. É absolutamente claro que a ISO 14001, assim como qualquer outra norma de sistema de gestão, é uma faca de dois gumes, e ela não pode funcionar se não form implementada e mantida apropriadamente, mas se tudo é feito como deveria ser, a ISO 14001:2015 trará ao seu SGA:

    • Melhor integraçào com outras atividades do negócio
    • Aumento da abordagem de processo e ciclo PDCA
    • Descentralização do sistema e disseminação das resposnabildiades do SGA por toda a organização
    • Maior envolvimento da alta direção no SGA
    • Consideração de todo o ciclo de vida do produto ou serviço durante a avaliação de aspectos
    • Maior ênfase no monitoramento do desempenho ambiental

    A versão 2015 da ISO 14001 certamente traz excitamento para os auditores, consultores e organizações, assim como traz alguns desafios a serem superados. Mas, felizmente, o objetivo final será atingido: melhoria dos Sistemas de Gestão Ambiental, e consequentemente, melhor proteção do próprio ambiente.

    Clique aqui para assitir uma gravação do webinar ISO 14001:2015 vs. ISO 14001:2004 – The main changes para aprender mais detalhes sobre as diferenças nestes duas versões.

    Advisera Strahinja Stojanovic
    Autor
    Strahinja Stojanovic
    Strahinja Stojanovic is certified as a lead auditor for ISO 13485, ISO 9001, ISO 14001 and OHSAS 18001 standards by RABQSA. He participated in implementation of these standards in more than 100 SMEs, through creation of documentation and performing in-house trainings for maintaining management system, internal audit and management review.